terça-feira, 4 de março de 2008

JUCA - Falando nada de tudo e tudo de nada

Oi gente!

Hoje eu vim para filosofar um pouco. Sempre falo de como ganhar dinheiro, mas na verdade nunca disse a finalidade disso, que na minha opinião é o fator principal dessa luta constante para conquistar a chamada felicidade.

Eu estava em casa pensando como o mundo é estranho, um filme (mini-série, sei lá) que vi, tinha um comentário legal. Um homem perguntando pro índio porque ele não trabalhava e só ficava na rede descansando. O Índio pergunta:
- Por que deveria trabalhar?
- Para ganhar dinheiro.
- Para que ganhar dinheiro?
- Para ficar rico.
- Para que ficar rico?
- Para poder descansar em paz!

Por fim o Índio fala:
- E o que você acha que eu estou fazendo?

Gente, na nossa sociedade é difícil ser exatamente como esse índio, mas também devemos lembrar que o dinheiro é que deve servir vocês homens e não o contrário.

Trabalhar é importante, mas o único real sentido disso, é poder aproveitar a vida da melhor maneira possível!
Mas irão me perguntar: mas sem dinheiro, como posso fazer isso?

E eu como gato vou responder:
- Quantas vezes hoje você parou para admirar uma flor, um passarinho, um cão, um gato, o sol, as nuvens... Quantas vezes desejou "BOM DIA!" para alguém? Quantas vezes falou "EU TE AMO!" para as pessoas que você realmente ama?

E digo mais, por pior que esteja sua vida, não adianta reclamar e achar que a felicidade está longe de você... a felicidade está sempre nas coisas mais simples, se você não a exerga agora, mesmo que sua vida mude, você não enxergará mais para frente.

Pergunte para alguém que degusta o vinho mais caro do mundo como ele encontra a felicidade no vinho....
Seria o preço que ele pagou?
Seria a taça que ele usa?

Pode até ser que isso ajude no prazer de degustar esse vinho, mas com certeza o que realmente dá prazer é o fato de degustar, descobrir quais os principais aromas e sabores envolvidos, descobrir os detalhes que o vinho pode dar.

O que quero dizer com isso é que mesmo nas coisas mais sofisticadas, quem não sabe apreciar os pequenos detalhes não sabe aproveitar o prazer que elas geram.

Se uma pessoa apenas beber esse mesmo vinho, e não degustá-lo, terá gasto uma fortuna e não sentirá a felicidade que o vinho poderia lhe proporcionar. Seria muito melhor comprar um vinho barato, não gastaria muito e não sentiria diferença nenhuma.

Por isso, devemos sempre lembrar que não importa o momento financeiro que passamos, a felicidade sempre estará conosco, basta procurá-la nas coisas mais simples do dia-a-dia.

Ronronados felizes a todos!

Um comentário:

Luzinha Franzoi Sebben disse...

Juca, tu sabes que tu tens muita razão? eu era uma pessoa que se preocupava muito com dinheiro. hoje em dia eu não sou mais assim. eu não deixo mais de fazer o que eu gosto por causa do dinheiro, afinal, caixão não tem gaveta [pensamento mórbido e estranho, mas muito verdadeiro]. do mundo a gente só leva a vida que a gente leva! bjus prá todos!

BEM VINDOS!!!

Esse blog é um diário de animais e pessoas! Alguns animais falarão do seu dia a dia, outros de experiências boas ou ruins.Ou seja, sinta como os animais vislumbram esse mundo louco e maravilhoso em que vivemos.
Aproveitem, divirtam-se e fiquem à vontade para comentários, sugestões e críticas.

Clique no nosso título e veja a postagem atual!