segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

NINA - Coitado do Joca, cuidado com a torção gástrica!

Diferente do tio Joca, esse cão oferece a casa, né?


Boa taaaarde geeeente!

Ontem fomos (eu e mamãe) visitar uma amiga. Fazia muito tempo que não íamos à casa dela e minha mãe disse que precisava saber como as coisas foram. (não entendi nada... nem sabia que iam para algum lugar).
Sempre que vou lá o Tio Joca, um pastor alemão velho e caduco, vai me receber e sempre diz a mesma coisa... "Essa casa é minha, quem manda aqui sou eu!". "Puxa vida, só vim visitar!", é o que eu sempre respondo. Aí ele vira as costas e vai pro canto dele.
Sei que é sempre assim e ele só relaxa quando eu pergunto da juventude dele e ele me conta várias histórias (e estórias, né?) legais.

Bom, logo que chegamos percebi algo estranho, primeiro porque o Tio Joca não veio me receber e segundo porque senti um cheiro de doença no ar (pois é, nós sentimos esse cheiro, mas isso é assunto para outro dia). Perguntei pelo Joca desesperadamente e a Tia Amélia (mãe do Joca) disse para minha mãe que ele estava no quarto se recuperando de uma cirurgia que tinha feito.

Comecei a ouvir a conversa das duas e logo entendi o que tinha acontecido. Dois dias antes, o Tio Joca começou a passar mal, muito mal. A Tia Amélia disse que ele chegou a ficar com a barriga inchada, parecia um tambor, e logo começou a ficar fraco e com muita dor. Ela correu para o veterinário dele que disse que provavelmente se tratava de torção gástrica e que precisaria de uma cirurgia de emergência. Foi quando a Tia Amélia ligou pra minha mãe perguntando do MEU MÉDICO e ela passou o telefone.

Resumindo a história, o Tio Joca fez um raio-x que mostrou que ele estava realmente com torção gástrica, entrou em cirurgia correndo e hoje está melhorando.
Pelo que entendi de tudo isso, a torção gástrica é uma doença que dá em cães de raça grande, acontece principalmente por erro no manejo alimentar e quando acontece, é na maioria das vezes fatal.

A alimentação de um animal de grande porte deve ser dividido em várias refeições ao longo do dia, em pequenas quantidades e após a alimentação o animal deve ficar em repouso por pelo menos 1 hora (agora entendo porque minha mãe me dá comida 4 vezes ao dia e não deixa eu brincar logo depois: é porque o MEU médico já tinha a alertado sobre esse problema).

Quando a gente come muito, o estômago não consegue digerir direito e a ração acaba fermentando dentro do estômago. Isso causa uma doença chamada "dilatação gástrica" (que também é bem séria). Com essa dilatação qualquer movimento abrupto pode fazer o estômago torcer (torção gástrica), aí sim tem essa complicação que é cirúrgica e é uma grande emergência.

Quando tem essa torção gástrica, todo sangue acaba acumulando no estômago e falta sangue pro resto do corpo... o coração começa a ter vários problemas e o animal pode morrer a qualquer instante. O estômago e o baço podem necrosar (morrer) e isso complica muito a situação e as chances do animal sobreviver diminuem mais ainda.
De qualquer forma, no quadro mais leve ou mais severo, o período mais crítico é nas primeiras 72 horas, principalmente nas primeiras 24 horas.

O Tio Joca teve tanta sorte, que correu tudo bem durante a cirurgia. Já passou do período crítico e está tudo bem com ele (quando fui vistá-lo ele tinha acabado de chegar em casa, voltando da internação). O MEU médico disse que ele teve muita sorte e que só deu tudo certo porque a doença foi percebida logo e a cirurgia feita bem rapidamente.

De qualquer forma, o que importa é que o Tio Joca está bem, mas agora vai comer com hora marcada, como eu... no início é estranho, mas a gente se acostuma fácil, fácil.

Lambidonas a todos!

2 comentários:

Luzinha disse...

graças a Deus que ficou tudo bem, né Nina!?

bjão!

Diários Animais disse...

Depois do susto.... o problema é o susto que a gente leva. Imagina só, você de boa e de repente a sua barriga começa a inchar, doer... e aí.... dizem que você vai entrar "na faca"!

Mas deu tudo certo! Graças ao meu médico e ao Chiquinho de Assis.

Focinhadas, Dona LU!

BEM VINDOS!!!

Esse blog é um diário de animais e pessoas! Alguns animais falarão do seu dia a dia, outros de experiências boas ou ruins.Ou seja, sinta como os animais vislumbram esse mundo louco e maravilhoso em que vivemos.
Aproveitem, divirtam-se e fiquem à vontade para comentários, sugestões e críticas.

Clique no nosso título e veja a postagem atual!